12.6.05

Sincronicidades: Qual calmaria?

"Jung criou o termo sincronicidade para designar “a coincidência no tempo de dois ou mais acontecimentos não relacionados causalmente, mas tendo significação idêntica ou similar, em contraste com sincronismo, que simplesmente indica a ocorrência simultânea de dois acontecimentos”. A sincronicidade, portanto, caracteriza-se pela ocorrência de coincidências significativas. (Nise da Silveira – Jung: Vida e Obra)"


Estou voltando de um período de “calmaria compulsória”, no qual fui jogada à força por uma gripe que me deixou absolutamente prostrada por quase 24 horas ininterruptas. Sem levantar da cama nem pra comer... Logo eu, que estava aprendendo a contemplar a calmaria, descobri que só observar não adianta. Se alguém aqui dentro resolve que você vai aprender a viver a calmaria com tranqüilidade, ao invés de com aquela mistura de tédio e ansiedade, bem... você vai aprender a viver, meu amigo, não é só ficar olhando não... Mas de qualquer forma, olha só o que eu achei na minha volta:

Calmaria de Tatiana: o post que vocês podem ler logo aqui abaixo.

Calmaria de Gabriela: outro post sobre a calmaria de uma poetisa que eu adoro

(com uma coincidência paralela: a menina sobre a lua, Karina)

Calmaria de Simone: uma leitora nova que deixou um comentário num post aqui embaixo, e que, para a minha surpresa, tem um blog chamado “Qualquer Calmaria”

3 comments:

qualquer calmaria said...

Tatiana,
Coincidências realmente curiosas. Bom, "qualquer calmaria" me resume quase sempre, sabe. Antes era nick, já foi site desenvolvido em trabalhos quando comecei a estudar informática, mas há 1 ano dá título ao meu canto por aqui. Me sinto honrada em ter um link pro meu canto no seu post.

Viver a calmaria sem ansiedade é conquista diária, assim como muitas outras conquistas diárias.

Um beijo.

D. Afonso XX, o Chato said...

Que bom que melhorou, então. bjs

Claudio Costa said...

Clamaria criativa, que precede a tempestade, espero...