16.6.05

Balanço de Aniversário

O que se ganha?
O que se perde
quando se envelhece?
Será que se aprende a ser mais amigo?
O que fica? O que muda?
Crescer é presente ou castigo?
Será que se amadurece?
Será mais importante o que se aprende,
ou o que se esquece?

Sem as pistas, vou tateando.
Há um mistério; investigo.
Talvez não encontre as respostas,
mas posso acabar encontrando comigo!

1 comment:

D. Afonso XX, o Chato said...

Qual aniversário? Teu? Se for parabéns. Se for apenas o título do poema, parabéns. São perguntas que me faço. E sempre achei que a resposta que teria quando chegasse lá seria exatamente essa: encontrar comigo.
Beleza. bjs