17.7.05

"Há somente uma janela fechada, e todo o mundo lá fora;
E um sonho do que se poderia ver se a janela se abrisse,
Que nunca é o que se vê quando se abre a janela."

(Alberto Caieiro falando por mim. Sempre sempre)

3 comments:

rogerbile said...

Por isso que, na MAIORIA das vezes, eu não abro a janela...

Lucas said...

Dizem por aí que a curiosidade matou o gato, não é?
Como não sou gato nem morto (espero), já levei muita janelada por aí, viu!
Beijo.

Gabi said...

A partir do momento em que alguém "vê" alguma coisa, essa coisa existe... Porém já não é a mesma... Filosofando sobre a subjetividade rssss
Mas... É legal olhar pela janela... Às vezes, dá pra ver lindas estrelas =)
Beijo, Tati!!!