23.1.07

"É preciso elevar um protesto enérgico quando são rotulados como imorais aqueles que determinam o seu comportamento social tomando por base as leis interiores em vez dos códigos externos compulsivos. Um homem e uma mulher são marido e mulher não porque tenham recebido o sacramento, mas porque se sentem como marido e mulher. A lei íntima, e não a lei exterior, é a medida da verdadeira liberdade. O fanatismo moralista é o inimigo mais perigoso da moralidade natural. O fanatismo moralista não pode ser combatido com outra forma de moralidade compulsiva, mas tão somente com o conhecimento da lei natural do processo sexual. O comportamento moral natural pressupõe o livre desenvolvimento do processo natural da vida. Por outro lado, caminham de mãos dadas a moralidade compulsiva e a sexualidade patológica.
A linha de compulsão é a linha de menor resistência. É mais fácil exigir disciplina e impô-la autoritariamente do que ensinar as crianças a sentirem prazer no trabalho independente, e a assumir uma atitude natural diante da sexualidade. É mais fácil declarar-se a si mesmo um fûhrer onisciente enviado por Deus, e decretar o que milhões de pesoas devem pensar e fazer, do que se expor à luta do choque de opiniões entre a racionalidade e a irracionalidade. É mais fácil insistir na satisfação legal do respeito e do amor, do que conquistar a amizade por meio deum comportamento bondoso. É mais fácil vender a própria independência com vistas à segurança material, do que levar uma existência reponsável e livre, e ser o senhor de si mesmo. É mais conveniente ditar o comportamento aos subordinados, do que guiar esse comportamento protegendo aquilo que apresenta de singular. É por isso também que a ditadura é sempre mais fácil que a verdadeira democracia. É por isso que o satisfeito líder democrático inveja o ditador e procura, incompetentemente, imitá-lo. É fácil pretender aquilo que é um lugar-comum. É difícil pretender a verdade.”

(Wilhelm Reich, A Função do Orgasmo)

2 comments:

D. Afonso XX, o Chato said...

Posso copiar esse texto lá n'O Chato? Com as devidas referências, é claro. Comentei no post do MArcelo. Já tinha lido, mas não havia comentado... bjs

Ket K.R said...

Oi
Encontrei teu blog por acaso. E amei!!
É perfeito, todos os posts, os poemas, as canções...
parabéns por ele todo!
Bjão!