17.2.06

O Gato

Com um lindo salto
Lesto e seguro
O gato passa
Do chão ao muro
Logo mudando
De opinião
Passa de novo
Do muro ao chão
E pega corre
Bem de mansinho
Atrás de um pobre
De um passarinho
Súbito, pára
Como assombrado
Depois dispara
Pula de lado
E quando tudo
Se lhe fatiga
Toma seu banho
Passando a língua
Pela barriga.

(um poeminha de Vinícius de Moraes, da Arca de Noé, vindo direto da minha infância para comemorar um fato feliz: o Michel, meu gato virtual, ganhou uma "irmãzinha" real: Dora, uma gatinha que eu adotei!!!)

2 comments:

qualquer calmaria said...

Adoro esse poeminha! Foi o primeiro do Vinicius que eu conheci.
Grande beijo! E um viva à Dora!

D. Afonso XX, o Chato said...

Que bacana. Agora podemos fazer um cruzamento virtual (dos gatos, é claro, heheh). A Dora será tua melhor amiga, não tenhas dúvida. Depois coloca uma foto dela aqui. beijão